Carta a Jackie Kennedy

No dia 22 de novembro de 1963, o então presidente do EUA, John F. Kennedy, foi a Dallas e desfilou em carro aberto em meio a uma entusiasmada multidão. Ao passar pelo Dealey Plaza, Kennedy foi atingido por dois tiros, um no pescoço e outro fatal na cabeça. Sua esposa, Jacqueline, estava ao seu lado e presenciou com desespero o momento do atentado.

Dias depois, em 1 dezembro de 1963, um jovem estudante chamado Monroe Young Jr. escreveu uma singela e comovente carta de apoio e enviou para a viúva do Presidente.

Esta e muitas outras cartas de condolências podem ser encontradas no livro Cartas a Jackie: Condolências de uma nação em luto (tradução livre).

Um homem malvado também matou meu pai – aqui em Dallas – meu pai era um soldado.

Papai Noel não pegou a minha carta.

Espero que ele pegue a minha carta. Eu quero uma bicicleta.

Quando você for escrever  para ele – diga-lhe o meu nome.

Monroe Young Jr. III

Via Letters of Note.